Trair e orar basta apenas começar.

S

"Conheço as suas obras, sei que você não é frio nem quente. Melhor seria que você fosse frio ou quente! Assim, porque você é morno, nem frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca. Ap. 3.15-16

Quantos homens e mulheres casados (as) estão vivendo neste momento na prática imoral do ato denominado adultério. Eis um grande vilão no que diz respeito à destruição de famílias.

Até o político e pastor denominado defensor da família, não foi capaz de defender sua honra diante de mais uma tentação. Este ato, que é repugnante aos olhos de Deus e de muitos, mas aceito por alguns, tem causado dores, ressentimentos, raízes de amargura, separação e até a morte. Porém, pasme você, já existem pessoas que dizem, que hoje após separar-se, divorciado (a) vive muito melhor do que, com seu ex-cônjuge. A prática do adultério está cada vez mais comum no mundo em que vivemos e dentro da igreja. Entre membros das igrejas era visto não com muita frequência, e quando isso acontecia (divorcio-adultério), era realmente um escândalo, porem agora se popularizou ao ponto de ninguém se escandalizar com um pastor que esteja no seu segundo ou terceiro casamento e assim por diante. Ignoram a bíblia quando diz: (Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar;1 Timóteo 3:2).

Se esta é a atitude da igreja, ou que pelo menos, onde deveria ser a base da coluna e baluarte da verdade, de onde se esperar a verdade!

Por isso a Bíblia poderá nos ensinar hoje, aos que sabem que adultério é pecado, que pornografia é adultério, e mesmo assim se mantem nesta pratica dizendo: Deus conhece meu coração, ou sou humano etc. A escritura diz que: (...tais homens têm prazer nos deleites quotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco; Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição; 2Pedro 2:13-14.)

Em uma das passagens bíblicas do evangelho de Mateus Jesus Cristo, o Nosso Mestre foi profundo em sua advertência: (Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. Mateus 5:27, 28). Como podemos notar, o adultério que envolve a questão do contato físico é só uma consequência daquilo que um dia começou na mente. Nosso corpo simplesmente obedece a aquilo que é projetado em nossa mente, através do que vemos e ouvimos e permitimos a sequência dos deleites e prazeres que deveriam ser repudiados de nossos corações.

 

A área mental é como um computador, ou um disco rígido onde guardamos informações que almejamos usa-las mais tarde. Podendo ser usadas de acordo com o que, nossos membros desejam. Algo que deveríamos deletar, acionamos o backup mental e guardamos para uso exclusivo quando estivermos sozinhos, distantes dos olhares da plateia. Ao contrário disso, se realmente tememos e queremos continuar temendo a Deus, sem quebrar a aliança com ele, devemos manter nossa mente limpa, sempre alimentada pela Palavra de Deus como diz o apóstolo Paulo:(Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Filipenses 4:8). Como você pode perceber, o que é certo e digno deve ocupar as esferas da nossa mente e nosso comportamento quanto a coisas imundas será mudado. Teremos discernimento e a palavra ¨não tem nada haver¨ sairá de nosso dicionário mental.

 

Deus conhece a profundidade de um relacionamento por isso o classificou como dois sendo uma só carne. Para que haja separação é necessário um corte, a amputação. E ao amputar algum membro do corpo, uma parte sempre estará em falta. Seria como olhar para um braço sem a mão. Ou uma perna sem os pés.

Ninguém sai em vantagem de um matrimonio. Nem cônjuges, nem filhos. A cada divorcio a família é destruída. Emocionalmente, psicologicamente, fisicamente, moralmente, etc.

Apesar de igrejas, pastores, população, sociedades aprovarem o divórcio, a Palavra de Deus continua sendo: (Porque o Senhor, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o Senhor dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais. Malaquias 2:16). Jesus refrescou um pouco esta Palavra dizendo (Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; Mateus 19:8) porém completou dizendo, (mais não foi assim desde o princípio).

Que Deus tenha misericórdia de nós, e que possamos pregar a verdade, doa a quem doer. Como ministros do evangelho, a bíblia diz e orienta nossa missão: (Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca devem os homens buscar a lei porque ele é o mensageiro do Senhor dos Exércitos. Malaquias 2:7).

Deus abençoe.

Pr. Adélcio Ferreira

 

Igreja Batista da Provisão

 

São Lourenço - MG

Copyright © 2018 / Igreja Batista da Provisão. Todos os direitos Reservados. Permitida a reprodução/publicação de textos, artigos e afins, desde que citada a fonte. Logos e registros da IBP é de uso restrito e exclusivo da Igreja Batista da Provisão.