Filhos de Deus casaram com as filhas dos homens

Seriam os gigantes de Gênesis 6.4 , filhos de anjos com humanos? Vamos analisar esta passagem na bíblia.

Parando um pouco aqui o trabalho para responder à uns irmãos, que estão nos seguindo nos estudos desta semana. Vamos lá...

 

Perguntas estão chegando acerca de gênesis 6.4, apesar de não ser este o tema, ai está a resposta minha por que não acredito ser os (Nephilim) de gênesis 6.4, geração dos filhos de Deus(anjos) com as filhas dos homens (seres humanos).

Três principais pontos de vista sobre a identidade dos filhos de Deus são: 1) eles eram anjos caídos, 2) eram poderosos governantes humanos, ou 3) eles eram descendentes de Sete se casando com os descendentes ímpios de Caim.

Nossa Visão: Descendentes de Sete se casando com os descendentes ímpios de Caim.

Minha teoria e tese formada sobre estudos de Genesis6.4.

 

Quem eram os Nephilim de Gn 6.4?

 

Definição dicionário Hebraico para Nephilim = (hebraico:. נְפִילִים, pronuncia נָפִיל, Naphíl ou (naphal ele CAIU). Não sou hebraísta, mais o dicionário hebraico nos ajuda muito nesta hora.

A Septuaginta traduziu o termo pela palavra grega que significa, literalmente, nascido da terra, e as traduções seguintes verteram o termo para gigantes. Lutero traduziu nefilim como tiranos.

 

Segundo ensinamos nesta semana nos vídeos estes eram descendentes dos (filhos de Deus) com as (filhas dos homens) antes do dilúvio de acordo com Gênesis 6:4; e o nome (Nephilim)  também é usado em referência aos gigantes que habitaram Canaã na época da conquista israelita de Canaã de acordo com Números 13:33. Termo como vimos acima derivado do hebraico naphal (ele caiu), ocorre duas vezes na Bíblia, em Gênesis 6:4 e Números 13:33. Por isso afirmamos que eram descendentes de homens (seres humanos), e não de uma linhagem angelical, com humanos.

 

Porém deduzimos o seguinte: Se eram mesmos anjos com filhas dos homens, como algumas teorias ensinam, então temos um problema sério.

 

Lendo em um site famoso o https://www.gotquestions.org/Portugues/filhos-de-Deus.html , que instrui muitos no caminho de Deus , sou obrigado a discordar destas linhas veja: (O julgamento vindouro de Gênesis 6:5-7 está ligado ao que aconteceu em Gênesis 6:1-4. Somente o casamento obsceno e perverso de anjos caídos com mulheres humanas aparenta justificar julgamento tão severo).

Segundo este teólogo do site o juízo veio para destruir esta abominação, pois então ao meu ver  falhou. Por que ainda continuaram existindo gigantes até os tempos de Davi.

Isso implica em questionar esta teoria (teologia). Por que não foram extintos no diluvio uma vez que só Noé e sua casa foi salva.

Ou será que ainda os anjos continuaram dando sequência a sua raça – Nephilins = uma vez que esta teoria explica os gigantes como sendo existentes da relação entre (anjos e seres humanos).

Por que os filhos que nasceram com as filhas dos homens cresceram, e em (Gn 6.4) deram vida a uma raça de gigantes (isso é o que a palavra Nephilim parece indicar = gigantes), dentro da teologia que defende o sexo entre anjos e seres humanos em Gênesis 6.4.

Por isso não se sustenta esta teologia. Nem a segunda onde diz que eram homens de renome. Deus nunca exterminaria uma raça (acredito eu) por que foram homens ricos, sábios e de renome sobre a terra, (diz a segunda teoria= eram poderosos governantes humanos).

Esta teoria, ou teologia é citada no Livro de Enoque 7,1,2,10 e 11, temos: “E aconteceu depois que os filhos dos homens se multiplicaram naqueles dias, nasceram-lhe filhas, elegantes e belas. E quando os anjos, os filhos dos céus, viram-nas, enamoraram-se delas, dizendo uns para os outros: Vinde, selecionemos para nós mesmos esposas da progênie dos homens, e geremos filhos... Então eles tomaram esposas, cada um escolhendo por si mesmo; as quais eles começaram a abordar, e com as quais eles coabitaram, ensinando-lhes sortilégios, encantamentos,e a divisão de raízes e árvores. E as mulheres conceberam e geraram gigantes”.

 

O Livro de Enoque, no entanto, não entrou no cânon judeu, elaborado no primeiro século da Era Cristã, mas o livro era muito apreciado por algumas comunidades judaicas, como ficou comprovado através dos manuscritos encontrados nas cavernas de Qumran e pelas citações do apóstolo Judas em sua Carta. Porém, temos a Bíblia como base também para refutar esta teologia... ou teoria.

A bíblia está centrada na soteriologia (doutrina da salvação), após a queda original do homem, em que o homem caiu de seus estado natural, e possivelmente sem a interferência do Espirito de Deus  em suas emoções, sentimentos, pensamentos e razão, se torna um bruto/louco (Rm1.22). Pois ficaram irracionais mesmo tendo razão (raciocínio). Porem seu raciocínio era somente para o MAL. Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne...Gênesis 6:3 / ... toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Gênesis 6:5.

Dentro destes conceitos de Deus para com o homem, sem mais a intervenção do Espirito de Deus (na palavra Espirito tem outra questão soteriologia, pois algumas traduções trazem Espirito com letra maiúscula e outras com letra minúscula... porém o hebraico não utiliza de maiúsculas e minúsculas). A palavra meu Espirito/espirito pode ser tanto a ação de Deus direta no homem, como também juízo anunciado para finalização do sopro(espirito) de vida para toda humanidade da época (porém os seus dias serão cento e vinte anos. Gênesis 6:3), com exceção, ou utilizando da doutrina da soteriologia para isentar Noé e sua família.

Somos chamados de filhos de Deus , a saber aos que creem em Jesus, a partir de uma entrega total da vida e reconhecimento da soberania divina (João 1:12). Em Cristo somos dignos de sermos chamados “filhos e filhas de Deus”. Portanto, tal ensinamento (anjos unindo-se com mulheres) é contrário a narração da Bíblia e toda doutrina que não estiver em conformidade com a Bíblia para mim, não pode ser verdadeira e sim falsa e não merece crédito.

O termo (Filhos de Deus) na Bíblia refere-se aos anjos e também aos homens; vai depender do contexto do verso. geralmente se utiliza (Filhos de Deus) a seres celestiais ou seres humanos que obedecem a Deus e a sua Palavra.

 

No caso de Gênesis 6:4, refere-se aos descendentes de Sete, um homem justo e já no livro de Jó, refere-se aos anjos. Deus não deu aos anjos a capacidade de reprodução, portanto, em hipótese alguma poderiam ser eles os (Filhos de Deus) que possuíram as  (Filhas dos homens).

Também pelo fatos de a Bíblia descrever os anjos como seres incorpóreos, em Hebreus 1.14...Não são porventura todos eles espíritos ministradores... aos quais espíritos Jesus também se refere a sua natureza celestial em Mateus 22.30: Na ressurreição, as pessoas não se casam nem são dadas em matrimônio; são, todavia, como os anjos do céu... além de que alguns poderão dizer que este é um futuro próximo, ao que se refere Jesus, e não ao tempo ativo de Gênesis 6.4. Para tal afirmação vale lembrar que estamos vendo aqui a natureza do ser e não a época em que a Bíblia fala do SER.

Concluímos que mais viável e a natureza humana de Caim e Sete se envolvendo, do que uma raça mista tendo relações sexuais fora dos princípios criados por Deus. Macho e Fêmea (seres humanos).

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra... Gênesis 1:27-28

Deus abençoe

Pr. Adélcio Ferreira

Copyright © 2018 / Igreja Batista da Provisão. Todos os direitos Reservados. Permitida a reprodução/publicação de textos, artigos e afins, desde que citada a fonte. Logos e registros da IBP é de uso restrito e exclusivo da Igreja Batista da Provisão.