top of page
Ben-Zank-610x350.jpg.webp

Estou correndo atrás pastor...

"Buscai pois em primeiro lugar o Reino de Deus, e as demais coisas vos serão acrescentadas." (Mateus 6.33)

Uma das maiores promessas para a vida atual está neste versículo do capítulo 6 do evangelho de Mateus. Homens e mulheres de Deus desconhecem esta verdade e são motivados a buscar a própria glória em vez da Gloria do Reino. Fazem de tudo para que sejam ovacionados pelos outros. Se ajustam nas fotos de redes sociais para que alguém lhes diga... Que lindo / que linda você está, quando na verdade, quase sempre aquilo é um disfarce, aquela é apenas uma imagem falsificada/distorcida da realidade de vida que está n vivendo naquele momento.

Outros estão se envolvendo demais, acima do que é normal com as coisas do mundo, e esquecendo as coisas de Deus. Pois esta é a característica do ser humano do século 21. E se perguntamos: Você sumiu da igreja... A pessoa diz: estou correndo atrás pastor.
Nem se toca que quem corre atrás está segundo lugar caminhando para finalizar junto com retardatários.

Porém quando você encontra um adorador ele está feliz com o pouco que tem, por que na realidade encontrou a grande perola. Conhece os caminhos de Deus, e rejeita os caminhos do coração. Sempre tem algo novo de Deus para contar, não somente vive, mas fala a sua existência nesse mundo o que Deus é para com ele.

São pessoas que encontraram a verdadeira prosperidade do Reino. Estão feliz no pouco, ou melhor com o que é necessário. Coisas lhes são acrescentadas para que viva em plena alegria de servir nesta terra ao Senhor Rei do céu e da terra.

Enquanto que outros estão correndo atrás. Sem notar que estão ficando pelo caminho. Estão se auto destruindo correndo atrás de fama, de felicidade, dos holofotes, de um bom casamento, de púlpitos etc. São vazios, andam como Zumbis espirituais, não tem nada para dar, ao contrário precisam receber. Estão como o paralitico na porta do templo formosa.

Se cercam das esmolas que o povo lhe traz. Uma tapinha nas costas aqui, uma oportunidade para cantar um hino ali, uns likes nas redes sociais após uma bela ajeitada no fotoshop, etc.

Todos os dias aquele paralitico era colocado ali na porta do templo, na hora da oração, para pedir esmolas. Uma vida miserável é apresentada naquele paralitico, embora os que o levavam, os que não o davam uma nova condição de vida, e/ou visão da vida pareciam estar ajudando lhe dando uma esmola.

Hoje nós vemos pessoas assim na igreja. Estão correndo atrás do que é do mundo. Não ouvem mais a Palavra. Não se alimentam mais da Palavra, muito menos poderão obedece-la. Andam segundo desejo dos pensamentos e do coração. Um namoro aqui, outro ali, um dia estão em uma denominação, outro dia em outra. Depois de correrem atrás, ninguém serve, nenhuma denominação presta, nenhum pastor e bom. O bom mesmo é correr atrás. Amar a si mesmo, viver solitário, ser levado pela massa para receber esmolas na porta do Templo.

Os velhos caminhos são mantidos, estes criam uma figura de um deus para adaptar-se a seu modo de vida. Não desejam um Deus para servir, mas sim, criam um deus imaginário para servi-los, citam a bíblia de vez em quando, para não perder a religiosidade, porém quase sempre a seu favor.

Que o Senhor tenha misericórdia de nós, e esta geração Narcisista caia por terra em nome de Jesus.

Pr. Adélcio Ferreira - IBPMG

bottom of page