top of page

As folhas da árvore são para a CURA dos POVOS (Apocalipse 22:2)

No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações. E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão. (Apocalipse 22. 2-3)

 

No capítulo 22 encontramos detalhes descritivos de fenômenos naturais, árvores, rios, tais como encontramos na descrição do paraíso original no Gn 2:1.

Nesse texto nós vemos que também fala de uma árvore que já foi ponto de dúvidas em nosso seminário de teologia, e continua sendo pois ninguém descreve com exatidão ou certeza absoluta esse texto de apocalipse 22.2

A água da vida é símbolo de vida eterna. Jesus empregou esse mesmo símbolo com a mulher samaritana, descrevendo a plenitude de vida com Deus e a bênção eterna que vem quando bebemos da Sua fonte. (Jo 4:7-14). Aguas que matam a sede eternamente de quem bebe desse rio, que é o próprio Senhor. Pois dEle Jesus, nossa fonte de águas vivas, nos é permitido satisfazer nossa sede espiritual.

 

Esta árvore da vida me parece semelhante à árvore da vida que estava no Éden (Gn 2:9). Depois que Adão e Eva pecaram, lhes foi proibido que comessem da árvore da vida porque não poderiam ter vida eterna enquanto permanecessem sob o domínio do pecado.

Mas graças ao perdão de pecados mediante a obra redentora de Cristo na Cruz, e o sangue de Jesus que nos purifica de todo pecado (1Jpoão 1.7), não haverá maldade nem pecado nessa cidade Santa, a Nova Jerusalém que desci do Céu.

 

Os salvos já com seus corpos glorificados, poderão comer livremente da árvore da vida quando for destruído o controle que tem sobre nós, a carne, o diabo e o pecado, e assim estivermos seguros dentro de uma eternidade com Deus.

Mas, vemos aqui nesse versículo 2 do apocalipse 22, uma indicação acerca das folhas dessa árvore. Então diante dessa indicação, vem a pergunta: Por que será necessário que todas as nações comam dessa s folhas que servem para cura das mesmas, segundo diz o texto, se o mal já não mais vai existir ?

Podemos aqui clarear um pouco a esse versículo com o que diz ou se refere o profeta Ezequiel em Ez 47:12: E junto ao rio, à sua margem, de um e de outro lado, nascerá toda a sorte de árvore que dá fruto para se comer; não cairá a sua folha, nem acabará o seu fruto; nos seus meses produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; e o seu fruto servirá de comida e a sua folha de remédio.

Por onde a água desse rio passasse produziria árvores com folhas curativas diz o texto acima. O texto grego em Apocalipse 22.2, não descreve exatamente a palavra que conhecemos como cura,ou como um benefício à alguém doente mas como uma terapia (θεραπεία therapeía - ther-ap-i'-ah). E continuando a leitura do texto a bíblia diz no versículo 3 de apocalipse 22: Já não haverá maldição nenhuma. O trono de Deus e do Cordeiro estará na cidade, e os seus servos lhe servirão. O NÃO aqui nesse versículo está indicando que não haverá enfermidade alguma na nova terra, mas sim a água de vida que produz saúde e força em qualquer lugar que vá.

As folhas da árvore na minha conclusão, sabendo que pode e com certeza há outras interpretações, é que essas folhas seriam como um ponto de reconhecimento dessa nova natureza oferecida por Jesus a nós. Um acrescento a nossa mentalidade ou condição espiritual por definição de uma obediencia ou certeza absoluta de glorificação por parte dos seres criados, nada mais que isso. Uma vez que Deus é todo poderoso para fazer infinitamente mais além daquilo que pedimos ou pesnamos, não ha nada de errado com Ele, nem com Sua Palavra. E sendo assim os frutos ou/e as folhas comestíveis desta árvore simbolizam a transbordante abundância e a consumação da nossa salvação que Cristo trouxe na Sua vida e morte por nós (João 10.10). Uma responsabiblidade que sempre será lembrada a cada folha que assim as nações comerem a cada mês segundo aponta o texto para essa descrição.

Porém podemos também acrescentar aqui que na cidade de Deus a árvore da vida já não é uma árvore proibida, mas sim uma arvore que seus frutos produzem vida abundante as nações e aos povos dessa nova e maravilhosa cidade. Essa explicação não quer porventura inocentar erros bíblicos ou contradições, mas, tentar clarear esse versículo em nossa mente, pois sabemos que tudo que Deus faz é perfeito, e não haveria necessidade de afastar enfermidades, uma vez que o NÃO está presente, podemos aceitar que está  dizendo que toda maldição não achará lugar mais nessa nova cidade.

Podemos aqui colocar a palavra como a conhecemos no português, será uma lembrança querida por todos que venceram através de Cristo.

Todos os gloriosos propósitos de Deus, desde a fundação do mundo, agora são atingidos. A rebelião dos anjos e da humanidade está finalmente subjugada, e o Rei dos reis assume a soberania a que tem direito. Santidade é absoluta e imutável em todas as Suas criaturas, e em toda extensão do novos Céu e da nova terra caracterizando assim, todo o universo existente e o Reino de Deus.

Os redimidos transformados pelo sangue do Cordeiro estão desfrutando da glória eterna. A vida está por toda a parte e a morte, a dor , enfermidades, já não se existirá nunca mais. A terra e os céu, ambos foram renovados. Luz, beleza, santidade, alegria, a presença de Deus, a adoração a Deus, o serviço prestado a Cristo, a semelhança com Cristo tudo agora são realidades permanentes.

Então concluo que o vocabulário do homem, adequado para esta vida, será incapaz de descrever verdadeiramente e corretamente o que Deus preparou para aqueles que O amam. 1Corintios 2.9: Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.

Deus abençoe a todos.

 

Pr. Adélcio Ferreira - IBPMG

------------------------------

Existe uma outra visão que não é a nossa com relação a esse texto de apocalipse 22.2. Veja abaixo um resumo.

Obs: (interpretação corrente em algumas visões da escatologia bíblica).

Existe outras interpretações tais como essas pessoas que irão comer das folhas dessa árvore que está descrita em apocalipse 22.2, são os que saíram do milênio com vida, e não passaram pela morte e nem pela transformação do corpo no arrebatamento, assim teria que comer dessas folhas da árvore para manter seus corpos sadios, uma vez que não passaram pelo arrebatamento nem pela morte física, para entrar na eternidade. Porém não creio assim.

bottom of page