top of page
10921ceu-998x380.jpg

Por que a tribo de Dã e Efraim não são contados em Apocalipse 7?

Vamos ler o que diz o texto biblico.

E ouvi o número dos selados, e eram cento e quarenta e quatro mil selados, de todas as tribos dos filhos de Israel.  Da tribo de Judá, havia doze mil selados; da tribo de Rúbem, doze mil selados; da tribo de Gade, doze mil selados; Da tribo de Aser, doze mil selados; da tribo de Naftali, doze mil selados; da tribo de Manassés, doze mil selados; Da tribo de Simeão, doze mil selados; da tribo de Levi, doze mil selados; da tribo de Issacar, doze mil selados; Da tribo de Zebulom, doze mil selados; da tribo de José, doze mil selados; da tribo de Benjamim, doze mil selados. Apocalipse 7. 4-7

 

Agora aqui está algo que talvez você nunca tenha observado. Em Apocalipse 7, Dã e Efraim estão faltando e não são contados com eles. José e Levi foram postos em seus lugares. Mas, Dã e Efraim não estão ali. 

Por que não encontramos essas tribos, ou mais singularmente a tribo de . Deus sempre lembra, se recorda de cada promessa da Sua Palavra, por isso podemos discorrer aqui sobre esse assunto trazendo duas exlicações biblicasm e claro, não queremos aqui esgotar o assunto. pois, sabemos que devem, e com certeza haverá mais explicações. Quero deixar as duas teses que possuo, com explicações bblicas, utilizando da própria bíblia para nossa reflexão.

As doze tribos de Israel em Gênesis

Em Gênesis 35:23-26 os filhos de Jacó eram doze em número e seus nomes eram os seguintes: Ruben, Simeão, Leví, Judá, Issacar, Zebulon, José, Benjamin, Dã e Naftali, Gade e Aser. Estes doze filhos se tornaram as doze tribos de Israel com a excessão de José que não teve uma tribo com o seu nome, porque na Sabedoria e providência de Deus , os dois filhos de José receberam a honra de formarem a décima segunda e a décima terceira tribos. Podemos entender aqui  naturalmente que isto era necessário pois Leví foi separado por Deus para o sacerdócio.

 

Os 144 mil selados

Assim quando Israel deixou o Egito e Deus lhes deu o Tabernáculo no deserto, encontramos a tribo de Leví ministrando as doze tribos de Ruben, Simeão, Issacar, Judá, Zebulon, Benjamin, Dã, Naftali, Gade, Aser, Efraim e Manassés. A ordem dos nomes dos exércitos  está em Números 10: 12- 28. E os filhos de Israel, segundo a ordem de marcha, partiram do deserto de Sinai; e a nuvem parou no deserto de Parã. Assim partiram pela primeira vez segundo a ordem do Senhor, por intermédio de Moisés. (leia o restante dos versiculos em sua Bíblia)

 

Não há menção de José e Leví. Mas quando olhamos em Apocalipse 7:4-8, onde diz “e eram cento e quarenta mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel”, nomeia-os assim: Judá, Ruben, Gade, Aser, Naftali, Manassés, Simeão, Leví, Issacar, Zebulon, José, Benjamin. Estamos de volta às doze tribos com Leví e José nomeados entre elas, mas com Dã e Efraim faltando.

 

Por que Dã e Efraim não são contados no Apocalipse?

Agora levanta-se a pergunta, por que são omitidas estas duas tribos? Temos uma primeira resposta está em Deuteronômio 29:16-20, “Porque vós sabeis como habitamos na terra do Egito, e como passamos pelo meio das nações, pelas quais passastes; e vistes as suas abominações e os seus ídolos, o pau e a pedra, a prata e o ouro que havia entre eles. Para que entre vós não haja homem, nem mulher, nem família, nem tribo, cujo coração hoje se desvie do Senhor nosso Deus, e vá servir aos deuses destas nações; para que entre vós não haja raiz que dê fel e absinto, e aconteça que ouvindo as palavras desta maldição, se abençoe no seu coração dizendo: Terei paz, ainda que ande conforme ao bom parecer do meu coração, para acrescentar a sede à bebedice; o Senhor não lhe quererá perdoar, mas então fumegará a ira do Senhor e do seu zelo sobre o tal homem toda a maldição escrita neste livro jazerá sobre ele, e o Senhor apagará o seu nome de debaixo do céu. Avaliando esse primeiro texto, podemos aceitar e concluir que as tribos de Efraim e Dã foram excluídas por causa da idolatria

 

Aqui se encontra pronunciada a maldição contra a idolatria, ou fornicação espiritual. A tribo que se voltava à idolatria seu nome era apagado de debaixo do céu. Podemos aceitar aqui que essas duas tribos estão ausentes em Apocalipse 7, por que seus nomes foram tirados por causa da idolatria, onde  podemos tambem  reafirmar é na palavra que se encontra em I Reis 12:25-30: “E Jeroboão edificou a Siquem, no monte de Efraim, e habitou alí; e saiu dali, e edificou a Penuel. E disse Jeroboão no seu coração: Agora tornará o reino à casa de Davi. Se este povo subir para fazer sacrifícios na casa do Senhor, em Jerusalém, o coração deste povo se tornará a seu senhor, a Reoboão, rei de Judá; e me matarão, e tornarão a Reoboão, rei de Judá. Pelo que o rei tomou conselho, e fez dois bezerros de ouro; e lhes disse: Muito trabalho vos será o subir a Jerusalém; vês aqui teus deuses, ó Israel, que te fizeram subir da terra do Egito.

 

O pecado de Dã e Efraim: Assim o rei tomou conselho, e fez dois bezerros de ouro; e lhes disse: Muito trabalho vos será o subir a Jerusalém; vês aqui teus deuses, ó Israel, que te fizeram subir da terra do Egito. E pôs um em Betel, e colocou o outro em Dã. !Reis 12.28-29

.

O proofeta Oséias 4: 17 deixa também registrado: Efraim está entregue aos ídolos; deixa-o.
Note particularmente que o castigo tocante à idolatria consistiu em que o nome daquela tribo haveria de ser apagado de “debaixo do céu. Deuteronômio 29: 20. Não diz que seria apagado no céu  mas debaixo do céu. E assim é exatamente, porque Israel agora está na Palestina e dentro de pouco tempo o Senhor selará a 144.000 deles. Porém observem que Dã e Efraim não estão nesse número.

Uma outroa explicação se dá em Gensis 49.16-17: Dã julgará o seu povo, como uma das tribos de Israel. Dã será serpente junto ao caminho, uma víbora junto à vereda, que morde os calcanhares do cavalo, e faz cair o seu cavaleiro por detrás. Com esse texto existe tambem a argumentação que a tribo de Dã foi ausente na contagem dos 144 mil escolhidos, por que dessa tribo, virá o anti-cristo. Por meio do texto onde se diz que Dã será como uma serpnte, se entende que os judeus que serão enganados para receber o anti-cristo como messias e depois de 3 anos e meio eles serão obrigados a lhe pretar culto, e não somente tê-lo como messias, mas após 3 anos e meio o anti-cristo exigirá adoração como se ele fosse deus.

 

Veja Daniel 12:1 que se refere a estes 144.000 sendo selados durante o sexto selo e o tempo da Grande Tribulação ou a angustia de Jacó como também é conhecida na escatologia biblica.. E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no Livro.
 

Portanto, depois deste período de tribulação (durante o milênio), como visto por Ezequiel 48:1-8 e 22-29 vemos as tribos de volta uma vez mais na ordem Divina. Porém, pensamos que desde a destruição de Jerusalém, todos os registros de todas as tribos têm sido perdidos, de modo que ninguém pode dizer com certeza de qual tribo é, mas Deus sabe.

 

Este grande Deus que está levando Israel de volta à Palestina sabe exatamente de qual tribo cada israelita verdadeiro é, e de todo levantamento que fizemos aqui até essa presente texto, sabemos que de 144.000 escolhidos, e selados em apocalipse 7 estarão ausentes Dã e Efraim.

Que Deus abençoe a todos.

Pr. Adelcio Ferreira - IBPMG

bottom of page