TRICOTOMIA. CORPO, ALMA E ESPIRITO

A constituição do homem. Corpo, alma e espirito.

Temos uma difícil tarefa quando tentamos definir o homem em sua constituição. Alguns creem como eu que o ser humano é corpo, alma e espirito. Doutrina Tricotomista.

Outros já acreditam que o homem é dicotomista, ou seja: É constituído de corpo e alma. Minha teologia foi iniciada a partir dos estudos de um ser humano como sendo corpo, alma e espirito. Mas quero deixar as duas definições em dois estudos para que possamos compreender um pouco de tudo isso que nos é difícil de entender. Quero alerta-los que não podemos definir quem está certo ou errado nesta questão, pois em várias passagens, veremos textos que se refere aos dois termos alma e espirito como sendo constituição do homem se m que possamos separa-los. Por isso em sua carta aos hebreus o escritor vai dizer que somente a Palavra de Deus é capaz de fazer esta separação. Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. Hebreus 4:12. Porém, segundo os escritos do Antigo e Novo testamento poderemos avaliar o sentido da palavra empregada para alma e para identificar espirito humano. Não fazemos questão de esgotar o assunto, pois isso é impossível. Não podemos ter esta compreensão exata destes fatos bíblicos, mais deixo ai uma pequena reflexão para termos pelo menos uma lucides maior sobre este assunto.

A alma é parte não-material e imortal do ser humano (Mt.10.28), sede da consciência própria, da razão, dos sentimentos e das emoções (Gn 42.21).

Os tricotomistas acreditam que o ser humano é corpo, alma e espírito I Ts.5:23 .

Alma vivente que se refere em Genesis quer dizer ser vivo (Gn 2.7). Na Bíblia muitas vezes a palavra alma é empregada em lugar do pronome pessoal. Por exemplo: Livra a minha alma da espada quer dizer “salva-me da espada” ( Sl. 22.20). Outras vezes alma quer dizer pessoa (Nm 9.13; Rm 13.1). Também é usada como parte espiritual e imortal do ser humano (Mt.10.28). E outras vezes como a parte biológica, sangue Lv 17.11. E também aparece como sede de sentidos, sentimentos Sl 42.5. Então podemos ver quatro posições em que a palavra alma é empregada. (Pessoa – sentimentos –parte biológica – parte espiritual-imaterial)

O termo hebraico usual para alma, “nephesh” ocorre 754 vezes no Antigo Testamento que no texto Gn. 2:7 significa possuidora de vida, que por este motivo é frequentemente usada para animais, em alguns casos é identificada com sangue porque é essencial a existência física. Em outros casos como pessoa e ainda em outros como sentimentos.

A distinção maior do entendimento da alma que são as numerosas ocorrências na Bíblia, faz referência ao estado emocional e estados de consciência (a) onde nephesh é a sede do apetite físico (Dt. 12:15; Jó30:25; 33:20, Sl 42.5; 86:4; Ecl. 2:24; Ct.1:7, Is. 1:14). Associada com a vontade e ação moral: (Gn. 49:6, Dt. 4:29, Jó 7:15, Sl 24:4; 25:1;119: 129, 167). Esta palavra jamais foi empregada para indicar o espírito que dentro da colocação bíblica também é parte imaterial, porém tem diferentes ocorrências quando a este (espirito) se refere a bíblia.

Espírito: “Rüah”, ocorre 378 vezes no Antigo Testamento, aparece algumas vezes como centro de vida, outras como vento. Aparece em um número considerável de vezes como algo sobrenatural. Uma boa distinção de espírito encontramos em romanos (8.16). Segundo podemos aqui notar é que o espirito é dado por Deus ao homem, pelo qual Ele Deus pode despertar o ser humano para arrependimento. Podemos resumir melhor dizendo que o espirito é o ponto de contato entre Deus é o homem. E o que novamente é renovado para comunhão com Deus. Ou assim dizendo é a parte imaterial que responde ao chamado divino. Creio que é o que Paulo chama de homem interior (1Cor 2.10; Ef4.23-24).

O Espírito não morre, vai para Deus (Atos 7:59). É a parte não-material, (Rm 8.16); A essência da natureza divina (Jo 4.24). O folego de vida, onde o ser humano, criado como um boneco de barro passa a ter vida e comunhão com seu Deus, criador e sustentador (Gn 2.7) E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida (espirito- Rüah); e o homem foi feito alma vivente (alma – nephesh). Gênesis 2:7

O corpo, carne e sangue mais a alma - capacidade de raciocínio e emoções – serão julgados, mas creio que o espírito (Rüah ) não. Por ser o espirito o que vem de Deus a todos os homens, ou seja, a parte que Deus deu ao ser humano para se comunicar com ele, creio que esta volta a Deus na morte do ímpio, ou do justo. Ecl. 12:7 “...mas o espírito, que não foi feito do pó da terra volta a Deus que o deu.

Porém há controvérsias. Há daqueles que dizem que se une na morte alma e espirito. Até contextualizando Hebreus 12.4 , onde julgam não ter havido o conhecimento da palavra e a não separação entre alma e espirito. Então esta alma, e este espirito irão para o mesmo lugar e juntos sofrerão eternamente por ocasião de sua condenação. Não comungo com esta ideia, pois não creio que haveria necessidade. Lembrando que defendo minha teologia Tricotomista. Então acredito que o espirito como sopro de vida dado por Deus ele retira e o ser humano morre. E creio que a alma será julgada, e esta segundo sua escolha em vida poderá ser salva por meio de Cristo ou condenada ao tormento eterno no fim de todas as coisas.

Continuamos no próximo estudo falando sobre dicotomia. Corpo e alma.

Deus abençoe

Pr. Adélcio Ferreira

Imprimir

 

Comentários

GUIA MARIA PALMEIRA em 11/02/2018 01:07:40
Gostei
Helena em 27/01/2018 23:05:40
Jesus assim como nos,possuía corpo,alma e espirito?

Enviar comentário

voltar para Mensagens de texto

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||news login fwB tsN fwR tsY c05|c15 fsN normalcase fwB|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|signup b01 normalcase bsd c05|content-inner|left show fwR|news fl login fwB tsN fwR tsY c05