Estudos Bíblicos

2-EVANGELISMO

POR QUÊ EVANGELIZAR?

ORDENANÇA

O Senhor Jesus é o motivo supremo e também e a Autoridade que nos manda pescar homens para Ele. Ele é o Mestre por excelência, e o exemplo na arte de fazê-lo.

Ele promete êxito na tarefa, se cumprimos a condição de O seguirmos.(Mt.4:19.) Deve ficar claro, também, que o êxito na incumbência de evangelizar não significa exatamente que se converta casa pessoas a quem se fale.

Isto não aconteceu nem com o Senhor Jesus, quando esteve corporalmente entre nós na terra (Mt.19:16-22).

O mesmo pode se dizer dos Apóstolos (At.17:5, 32; At. 19:9), são exemplos de momentos em que a Palavra levada pelos Apóstolos não foi aceita pelos seus ouvintes.

Porém, cada ser humano que houve a Palavra de Deus , que é evangelizado, há de sentir-se  responsável pela sua reação, não perante quem lhe prega o evangelho, mas diante de Deus (IICo. 5:17-21).

Testificar aos homens, apresentando-lhes as verdades do Evangelho ou Boas Novas a cerca de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, é obrigação séria e responsabilidade de cada cristão.

Não queremos responder esta pergunta para simplesmente termos um conhecimento teórico das razões bíblicas para evangelizarmos. Mas para encontrarmos as motivações bíblicas para a evangelização, porque a motivação brota do coração, e a obra de evangelização deve ser feita por um coração dominado pelo amor a Deus e ao próximo.

A Bíblia nos apresenta vários apelos ao evangelismo. Não podemos como crentes, ficar indiferentes diante da realidade que se nos apresenta.

a- Apelo de Deus - Isaías 6.8

b- Apelo de Cristo

b.1. A força constrangedora da cruz - 2 Co 5.14

b.2. A força do Seu mandamento - Mt 28.19 e Jo 20.21

b.3. A força do Seu poder transformador - Mc 1.17

c- Apelo do Espírito Santo - Atos 13.2

d. Apelo dos perdidos - Mt 9.36

d.1. Sua alma tem valor - Mc 8.36-37

d.2. Estão condenados - Rm 3.10-12

d.3. Só Jesus pode salvá-los - Atos 4.12

e- Apelo dos servos de Deus - Lc 5.6-7

 IDE

QUANDO? - Enquanto caminho, quando eu for. Enquanto o crente está indo, ou seja, vivendo, ele está levando alguém a uma tomada de posição em relação a Jesus Cristo.

Onde? - todas as nações - grupos de povos, em toda a parte - lugar por onde passar.

Conhecimento do valor e da situação da alma humana

Sabemos que uma alma vale mais do que o mundo inteiro e que Deus amou a humanidade de tal forma que mandou o seu Filho para morrer por ela. Mas a situação de todas as almas é de condenação e perdição.

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus...” (Rm 3:23)

“...quem não crê, já está condenado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (Jo 3:18).

“E aquele que não foi achado escrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo.” (Ap 20:15)

Conhecimento de que só Cristo salva

Sabemos que só há um meio para a salvação – Jesus Cristo. E somente nós, os cristãos, temos este pleno conhecimento. Como poderíamos, então, deixar de falar de Cristo?

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (Jo 14:6)

“E em nenhum outro há salvação; porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (At 4:12)

“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem...” (1 Tm 2:5)

Por amor ao próximo

Tendo conhecimento das motivações anteriores, chegamos a conclusão que o ato de não evangelizar é um ato de profundo egoísmo. Sendo, assim, um pecado. Devemos evangelizar porque amamos o nosso próximo e não queremos vê-lo perdido eternamente. Paulo, dominado por este amor, estava disposto a sacrificar a própria vida na pregação do evangelho (At 20:19-24)

“...Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” (Mt 22:39)

“Livra os que estão destinados à morte, e os que são levados para a matança, se os puderes retirar.” (Pv 24:11)

Gratidão a Deus

Para a glória de deus (ICo. 10:31) - Como em todas as cisas que fazemos em nossas vidas. Pela gratidão a deus - Por Sua Graça ao salvar-nos , e o reconhecimento por suas bênçãos. O amor a deus - O nosso amor a Deus.

Quando contemplamos o amor de Deus por nós, este nos coloca um sentimento de gratidão a Ele por nossa salvação em Cristo. A melhor forma de demonstrarmos gratidão a Deus é compartilharmos com os outros o amor de Cristo e nossa fé nEle.

“Porque o amor de Cristo nos constrange...” (2 Co 5:14)

“Nós amamos a Ele porque Ele nos amou primeiro.” (1 Jo 4:19)

Obediência a Cristo

Jesus Cristo nos deixou bem claro que a sua vontade é que cada um de nós leve outras pessoas a Ele.

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações...” (Mt 28:19)

“...Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16:15)

“...assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.” (Jo 20:21)

Responsabilidade diante de Deus

A idéia da responsabilidade pessoal e a de prestar contas a Deus, o juiz soberano, era um estímulo importante à evangelização na igreja primitiva. Com certeza todos iremos comparecer diante de Deus e prestaremos contas pela divulgação ou não do evangelho de Cristo.

“Pelo que desejamos também ser-lhe agradáveis, quer presentes, quer ausentes. Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal. Assim que, sabendo o temor que se deve ao Senhor, persuadimos os homens à fé...” (2 Co 5:9-11)

“Se eu disser ao ímpio: O ímpio, certamente morrerás; e tu não falares para dissuadir o ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, mas o seu sangue eu o requererei da tua mão. Todavia se advertires o ímpio do seu caminho, para que ele se converta, e ele não se converter do seu caminho, morrerá ele na sua iniqüidade; tu, porém, terás livrado a tua alma.” (Ez 33:8,9)

Desejo pela volta de Cristo

Gostamos de cantar e falar a palavra Maranata, que quer dizer “Ora, vem, Senhor Jesus!” Se queremos realmente que Cristo volte, devemos pregar o evangelho em todo o mundo.

“E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.” (Mt 24:14)

Fazei discípulos

BATIZANDO é a identificação com Cristo. Pelo batismo o crente se identifica com Cristo na Sua morte e ressurreição. Romanos 6.3-6.

ENSINANDO - envolve o conhecimento e prática dos princípios que estão na Bíblia. Isso vai levar a pessoa mais e mais a um estilo de vida semelhante ao de Jesus.

Quatro coisas essenciais para uma pessoa se tornar discípulo de Cristo:

A- Conversão ou Novo Nascimento

B- Identificação com Cristo

C- Integração na nova vida

D- Reprodução Espiritual

 

Autor: Pr. Elinaldo Renovato de Lima

BIBLIOGRAFIA

FERREIRA, Dam. Evangelismo total Rio, Juerp, 1990.

HESSELGRAVE, David J. Plantando igrejas. 5. Paulo, Vida Nova, s.d.

LINTHICUM, Roberto. A transformação da cidade. Belo Horizonte, Missão Editora, 1990.

Pesquisa através da Internet.

Pr. Adelcio Ferreira

Imprimir

Enviar comentário

voltar para Estudos Bíblicos

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||news login fwB tsN fwR tsY c05|c15 fsN normalcase fwB|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|signup b01 normalcase bsd c05|content-inner|left show fwR|news fl login fwB tsN fwR tsY c05