DEUS ESTÁ MORTO, VIVA PERIGOSAMENTE

Deus está morto. Viva perigosamente...
O homem é um filho do "húmus" e é, portanto, corpo e vontade não somente de sobreviver, mas de vencer. Suas verdadeiras virtudes são: o orgulho, a alegria, a saúde, o amor sexual, a inimizade, a veneração, os bons hábitos, a vontade inabalável, a disciplina da intelectualidade superior, a vontade de poder. Mas essas virtudes são privilégios de poucos, e é para esses poucos que a vida é feita. Alem de sustentar tais idéias, também disse este ser humano chamado (Nietzsche) que o único páreo para sua sabedoria e capaz de debater com ele seria Jesus Cristo. Ele é o autor das frases: Deus está morto. Viva perigosamente. Qual o melhor remédio? - Vitória! / O Evangelho morreu na cruz / Para ler o Novo Testamento é conveniente calçar luvas. Diante de tanta sujeira, tal atitude é necessária / Será o Homem um erro de Deus, ou Deus um erro dos Homens entre tantas outras besteiras ele pensava que no século XXI todo mundo seria nietzschiano. Mais esqueceu que o Deus que para ele está morto, a morte não pode vencê-lo. Esqueceu na sua sabedoria que o Deus que para ele está morto, é Deus de vivos e de mortos. Nietzsche começou sua carreira como filólogo clássico um estudioso da crítica textual grega e romana antes de se voltar para a filosofia. Em 1869, aos vinte e quatro anos, ele foi nomeado para a cadeira de Filologia Clássica na Universidade de Basileia, a pessoa mais jovem a ter alcançado esta posição. Em 1889, com quarenta e quatro anos de idade, ele sofreu um colapso e uma perda completa de suas faculdades mentais.( um episódio semelhante há na Bíblia. Daniel 4. 23-25). Nietzsche viveu seus últimos anos sob os cuidados de sua mãe até a morte dela em 1897, depois ele caiu sob os cuidados de sua irmã, Elisabeth Förster-Nietzsche até a sua morte em 1900.Sua morte fala mais do que todos os seus escritos. Quem sempre pensou ser forte e acima de todas as coisas, faleceu aos cuidados de outros menos sábios do que ele pensava ser, abaixo da média que ele pensava ter.

Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. Romanos 1:21,22

Para pensarmos.

Pr. Adelcio

Enviar comentário

voltar para Palavra Pastoral

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||news login fwB tsN fwR tsY c05|normalcase fwR c15 fsI|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|signup b01 normalcase bsd c05|content-inner|left show fwR|news fl login fwB tsN fwR tsY c05