A IGREJA EM CÉLULAS DO SÉCULO 21; UMA NOVA VISÃO? SERÁ MESMO.

Publicado em 18/04/2015 às 08h24

 

 

A igreja em células do século 21; uma nova visão? Será mesmo.

Esta foto da chamada para a mensagem para muitos não tem nada de novo. Mas para tantos outros é uma tremenda novidade. A pregação da Palavra leva a Igreja a crescer sadia. O liberalismo aliado ao pragmatismo tem tomado conta da igreja brasileira. Estamos novamente sendo bombardeados pela numerolatria. Ministros que estão idolatrando os números. Não estão interessados na verdade, mas sim naquilo que funciona. Não se importam com conteúdo, e sim com os resultados. A visão celular está novamente fazendo seu ataque sobre a igreja brasileira. Líderes que já passaram por isso no século 20 estão vendo novamente a liderança atual se envaidecer com este erro mais uma vez. O liberalismo gerando seu filho ecumenismo. Na história da igreja o liberalismo onde chegou matou as igrejas. A Europa hoje é conhecida como uma igreja MORTA. O liberalismo é um câncer. Onde ele chega ele mata a igreja. E o liberalismo NÃO COMEÇA NA IGREJA. Ele começa nos seminários, nas táticas e reuniões de informação para líderes. Uma nova tática é ali implantada e estes lideres trazem para suas igrejas. Dizendo estes que somos a nação evangélica. Porém pergunto: que evangelho? Um evangelho sem renúncia /sem dor/sem santificação. Não é este o evangelho de Cristo. Uma ortodoxia morta. Um evangelho que não muda o homem. Muda sua vida material, mas não muda a essência interior do ser humano. Deus nos chamou para pregar sua Palavra e não para maquiá-la. Um metodista do século 19 disse: Que nós estamos à procura de melhores métodos e Deus está à procura de melhores homens. Deus não unge métodos, mas unge homens. O problema hoje não é novo. Os líderes de hoje gastam mais tempo nas reuniões, nas casas dos membros de sua igreja do que com Deus e sua Palavra. Já escrevia eu sobre isso a mais de uma década atrás. Um pastor quando está estudando/orando ele está trabalhando. Um bom líder se ocupa de como fazer melhor seu trabalho/alimenta bem suas ovelhas. Cuida da vida espiritual de suas ovelhas em oração e ensino da Bíblia. Este compreende que ovelhas famintas são uma presa fácil para os lobos do século presente. Muitos me falam de sua preocupação com as igrejas neopentecostais. Falam da ausência de membros de suas denominações para frequentarem as outras igrejas em busca de algum produto gospel oferecido. Eu costumo dizer que ovelhas bem alimentadas não procuram outros pastos. Muitos estão debaixo deste vento de doutrina por que se desviaram do verdadeiro evangelho. Como Pedro disse em atos 6.4 (Quanto a nós, nos consagraremos a oração e pregação da Palavra). Uma igreja doente produz crentes fracos/doentes espirituais. Pastores mortos produzem sermões mortos/cansativos/repetitivos. O que temos evidenciado hoje é a mesma geração de crentes, que esta visão celular produziu desde seu início. Com um rotulo diferente nos dias atuais MDA está sendo a motivadora novamente de uma nova geração de crentes sem compromisso (não generalizando), mas a maioria. Para a geração atual, isso é algo novo de Deus, para a geração passada é mais uma estratégia de satanás para enfraquecer a igreja. A igreja é quase sempre uma réplica de sua liderança. Reuniões constantes /apresentação de líderes e a pregação fica sempre em segundo plano. É impossível uma igreja ser sadia sem a pregação e sem estudar seriamente as Escrituras. Se você é um pastor/líder e não gosta de estudar a Bíblia, deve averiguar sua vocação. Livro para enfeitar biblioteca não serve de nada. A igreja que hoje pastoreamos aqui sabe que já passei anos sem comprar um terno. Mas nunca deixei de comprar livros e Bíblias. Fui fazer um trabalho em uma empresa(Trabalho com equipamento de informatica) e o dono desta empresa me disse: Esta é minha ferramenta, sem este equipamento não fazemos nada aqui. Não consigo ver um médico sem seu bisturi/nem o pastor sem a autoridade da Palavra de Deus. Voltemos ao evangelho. Ore a Deus para ser fiel ao ministério que Ele lhe deu. Você não é um voluntario e sim um homem/mulher chamada por Deus. E não pense caro leitor que não sei do que estou falando. Nós fomos uns dos pioneiros a conhecer esta visão aqui no Sul de Minas. E hoje posso te dizer com certeza que muitos não visam a salvação e sim números. As Igrejas hoje nesta visão diminuíram seus cultos. Geralmente só se reúnem aos domingos para celebração, e o restante da semana a igreja está nas mãos de líderes de células. Pastores estão perdendo a visão, e suas igrejas estão começando a cambalear. E se alguns destes lideres celulares não quer prosseguir na visão é tachado de rebelde ou está endemoniado. O diabo é o cabresto usado para amedrontá-los e mantê-los mesmo contra a vontade.Por que na verdade muitos destes lideres são forçados a crer que são lideres mesmo não tendo uma chamada para tal função. Creio que novamente esta onda é só uma questão de tempo e tudo isso volta a ser o que o que já foi antes. Igrejas divididas/pessoas se desviando aos montes e mais uma geração de crentes sem igreja se formará no século 21. Que Deus nos livre deste mal.

Pr. Adélcio Ferreira

Comentários

Ten Lauro em 23/01/2017 23:33:25
As igrejas em células e igrejas orgânicas estão enganando as incautas vítimas com mentiras sobre a Igreja Cristã primitiva. Alegam que todas as igrejas primitivas somente se reuniam nas casas dos cristãos e em sinagogas dos judeus (se com a finalidade de convertê-los a Cristo). Há várias provas bíblicas, como Atos 22:17, afirmando que a igreja cristã de Jerusalém congregava no templo, até o ano 70 d.C. (destruição de Jerusalém). Portanto, já desmascarei uma mentira. Nem sempre que descreve cultos nas casas era real casa. Por exemplo, como se poderiam reunir mais de 3.000 pessoas em uma real casa? Há descoberta arqueológica que os 70 discípulos de Cristo congregavam num templo secreto subterrâneo, desmentindo os falsários desigrejados. Será que a escola de Tirano era uma casa (Atos 19:9)? Há três razões principais (dentre várias) pelas quais a maioria dos cultos era nas casas: a) Ainda não existiam templos cristãos públicos, porque com toda certeza seriam destruídos e queimados com os cristãos dentro dos templos, pelo Império Romano, que odiava e matava os cristãos; b) Com exceção do templo de Jerusalém e das sinagogas (tinham certo amparo legal) a única opção dos primeiros cristãos congregarem era em locais secretos. c) Os templos cristãos públicos somente puderam ser construídos à medida que o Império Romano diminuiu a perseguição aos cristãos. Será que, se existissem templos cristãos amparados em Lei a igreja cristã primitiva iria se submeter a fazer cultos secretos nas catacumbas subterrâneas debaixo dos cemitérios? Portanto, não me venham com falsas justificativas para cultos periódicos e coletivos (mais de uma família) nos lares. E com falsas justificativas, herético-maçônicas, para encher os atuais supostos "templos" (clubes sociais recreativos) sedes de células com vítimas enganadas, e com muito dinheiro na tesouraria. Ler o blog: www.laurohenchen.blogspot.com

Enviar comentário

voltar para Palavra Pastoral

left show fwR|left tsN uppercase fwB|left show fwB fsN uppercase|bnull|||news login fwB tsN fwR tsY c05|c15 fsN normalcase fwB|b01 c05 bsd|login news c10|tsN normalcase fwR fsI c15 b01 bsd|signup b01 normalcase bsd c05|content-inner|left show fwR|news fl login fwB tsN fwR tsY c05